• Página inicial
  • Notícias
  • Município do Fundão e Associação de Produtores de Queijo do Distrito de Castelo Branco assinam protocolo

Município do Fundão e Associação de Produtores de Queijo do Distrito de Castelo Branco assinam protocolo

O Município do Fundão e a Associação de Produtores de Queijo do Distrito de Castelo Branco assinaram, no dia 22 de abril, no Salão Nobre da Câmara Municipal do Fundão, um protocolo de cooperação cujo objetivo é apoiar técnica e financeiramente a fileira do Queijo da Região Centro.

A autarquia irá apoiar financeiramente a aquisição de equipamentos para analisar as características do leite de forma rápida, assim como as células somáticas do leite, que permitem analisar a saúde dos animais, melhorando a qualidade do queijo.

O Município do Fundão irá, ainda, apoiar os produtores a aderir ao processo de certificação, comprometendo-se a apoiar o acréscimo de 100 toneladas de queijo da Beira Baixa DOP, em relação ao valor total de queijo certificado no ano de 2019, procedendo ao pagamento de 50% do valor do selo de certificação aos produtores de queijo da Beira Baixa DOP do Concelho do Fundão.

A Associação de Produtores de Queijo do Distrito de Castelo Branco irá, também, colaborar com a autarquia no projeto de Reintrodução de Pequenos Ruminantes na Paisagem Protegida da Serra da Gardunha, de forma a que o mercado local absorva o leite produzido pelos rebanhos que pastoreiam a serra da Gardunha no fabrico de queijo.

Para Paulo Fernandes, Presidente da Câmara Municipal do Fundão, “pretende-se que haja um incremento anual da produção que se integra na linha DOP da fileira do queijo. Para tal irá dar-se um apoio relevante para que optem pela certificação. Ao mesmo tempo, daremos um apoio à associação para que possa adquirir equipamentos que permitam analisar a qualidade e características do leite e colocar esse serviço à disposição dos produtores, de forma a melhorar a qualidade de produção e facilitar a certificação, com menos custos e de forma mais operacional”.

O Presidente da autarquia relembra que “a fileira do queijo representa um valor de cerca de 30 milhões de euros por ano na economia do concelho do Fundão, sendo um dos principais produtos endógenos deste território e constituindo-se como um dos produtos com maior potencial de valorização”.

Carlos Godinho, Presidente da Associação de Produtores de Queijo do Distrito de Castelo Branco, refere que com este protocolo e com o investimento que será realizado “será possível diminuir os custos para os produtores, aumentar a certificação do queijo e melhorar todo o processo de comunicação e comercialização”.

Este protocolo visa assegurar investimentos que estimulem os produtores a aderir ao processo de certificação do queijo, assim como definir estratégias e criar sinergias com o intuito de desenvolver toda a fileira do queijo.

O protocolo surge no seguimento da criação do Programa de Valorização da Fileira do Queijo da Região Centro, que considera os territórios que integram um conjunto de DOP (Denominação de Origem Protegida) e IGP (Indicação Geográfica Protegida), nomeadamente Beira Baixa, Serra da Estrela e Rabaçal.

Imprimir

Contactos


Praça do Município
6230-338 Fundão
Portugal

T. (+351) 275 779 060
F. (+351) 275 779 079
E. geral@cm-fundao.pt


O MUNICÍPIO NAS REDES SOCIAIS