UNICEF reconhece o Fundão como Cidade Amiga das Crianças

Subtítulo

Pelas políticas direcionadas para a infância e adolescência

Imagem destaque

O Município do Fundão foi reconhecido pela UNICEF como “Cidade Amiga das Crianças”, uma iniciativa que reconhece a implementação de políticas e programas do Município direcionadas para a infância e adolescência.
 
A iniciativa “Cidades Amigas das Crianças”, promovida pela UNICEF, incentiva e distingue a participação efetiva das crianças na vida da comunidade, um direito que lhes assiste e um fator essencial para o exercício da cidadania ativa e para o desenvolvimento de um sentimento de pertença. Para que essa participação seja efetiva, e não meramente ocasional, foi necessário criar a oportunidades que permitam aos mais jovens expressar os seus pontos de vista e dar o seu contributo para o desenvolvimento e bem-estar da comunidade.
 
O Programa Cidades Amigas das Crianças e o Município do Fundão preconizam o desenvolvimento e a adoção de políticas coordenadas para a infância e adolescência, que potenciem a articulação entre todos os sectores municipais (educação, habitação, cultura, lazer e tempos livres), e o estabelecimento de parcerias com instituições e entidades da comunidade que trabalham com e para as crianças (escolas, hospital, centro de saúde, museus, tribunais e todas as associações e movimentos associativos).
 
Neste programa a criança é encarada de uma forma global.

“Índice da Presença na Internet das Câmaras Municipais”

Subtítulo

Município do Fundão conquista 1º prémio

Imagem destaque

O Município do Fundão conquistou o primeiro lugar, na 8ª edição dos prémios “Índice da Presença na Internet das Câmaras Municipais”, cuja cerimónia decorreu no passado dia 17 de Outubro, no auditório da Microsoft, em Lisboa.


Os prémios que avaliam a presença das câmaras municipais na internet, distinguiram o Fundão pelo “tipo e nível de participação e envolvimento que a câmara oferece aos seus cidadãos”, segundo a “existência e disponibilização de canais de contacto direto que permitem a comunicação do cidadão com a câmara, com os serviços específicos da câmara, com o Presidente ou com os restantes membros eleitos”.


A avaliação é feita aos 308 municípios através dos seus sítios na internet por uma equipa independente da universidade do Minho, e conta com o apoio da Microsoft e da Agência de Modernização Administrativa. 

Município do Fundão é o Município do Ano 2016

Subtítulo

Prémios "Municípios do Ano 2016"

Imagem destaque

O Município do Fundão foi distinguido, na passada sexta-feira, dia 3 de junho, no Forte do Beliche, em Sagres, como o melhor Município do Ano nos prémios "Municípios do Ano 2016", atribuídos pela plataforma UM Cidades, da Universidade do Minho.
 
O Fundão foi distinguido pela sua estratégia de formação avançada com as academias de código e seu ecossistema para o desenvolvimento e atração de empresas nas TIC, naquele que é o considerado como o prémio nacional mais importante que distingue as autarquias.
 
Para o Presidente da Câmara Municipal do Fundão, Paulo Fernandes, este prémio “é o mais importante que alguma vez o Município recebeu do ponto de vista da sua visibilidade”.
 
Já em 2014, o Fundão tinha sido distinguido com o segundo lugar e como melhor Município do Centro.
 

Marca “Cereja do Fundão” distinguida a nível nacional

Subtítulo

Prémios Marketeer 2016

Imagem destaque

A marca “Cereja do Fundão” foi distinguida a nível nacional, no passado dia 2 de junho, ao vencer os Prémios Marketeer 2016, na categoria Grande Consumo Alimentar – Não Bebidas.
 
Os prémios atribuídos pela Revista Marketeer distinguem os projetos considerados serem os melhores trabalhos e profissionais em Marketing, Publicidade e Comunicação no último ano.
 
Na cerimónia, realizada no Convento do Beato, em Lisboa, estiveram mais de 700 convidados e a apresentação esteve a cargo de João Manzarra.
 
Na categoria Grande Consumo Alimentar – Não Bebidas, as marcas concorrentes da Cereja do Fundão foram: Gallo, Knorr, Nobre, Oliveira da Serra e Paladin.

História

Subtítulo

As raízes históricas do Fundão

Imagem destaque

As raízes históricas do Fundão remontam à Proto-história, período que regista a existência de um Castro da Idade do Bronze (1º Milénio a. C.) no Monte De S. Brás, contraforte da Serra da Gardunha sobranceiro à atual cidade.